71. Bom ano, novo desafio!

Nota introdutória – acerca de um livro… Google para organizar informação, Apple para devices e acesso à rede, Facebook para vender, Linkedin para existir profissionalmente, Netflix para ver entretenimento, Amazon para e-commerce e infraestruturas técnicas, Oracle e Microsoft para serviços e bases de dados, TikTok e Instagram para marketing digital e consumo, e-bay para venderContinue a ler “71. Bom ano, novo desafio!”

68. Máquin.us

Os pressupostos: Somos pessoas, únicas e complexas; Somos pessoas, que sentimos, que comunicamos e que fazemos; A velocidade de processamento do homem é 60 bits/segundo; A velocidade de processamento da máquina é 0,0000000001 segundos/resposta; Existem iniciativas globais a estudar profundamente o comportamento do cérebro; Existem iniciativas globais a estudar profundamente o comportamento das máquinas queContinue a ler “68. Máquin.us”

66- Vida Artificial – “Hello World”

Há ainda poucos portugueses a falar acerca de vida artificial. Duas referências que gostaria de vos apresentar são o Pedro Domingos, autor do Algoritmo Mestre, sendo referenciado internacionalmente por Bill Gates e tecnólogos reconhecidos, e o Vitor Santos, professor na IMS da Nova, PhD em ciências da computação. É o Vitor que me faz escreverContinue a ler “66- Vida Artificial – “Hello World””

61. Como ser mais eficaz a aprender?

Performance Individual de Atletas Depois de ter deixado o Andebol enquanto Atleta, permaneci na modalidade com a relação “umbilical” intacta. Nos primeiros anos na Federação, acompanhei a seleção nacional de Andebol em Estágios e competições, nos séniores e Sub-21. Em relação ao treino do Andebol, não fui nem serei treinador. Só treinei uma equipa deContinue a ler “61. Como ser mais eficaz a aprender?”